sexta-feira, 8 de março de 2013

Dia Internacional da Mulher


No dia 8 de março, comemora-se em todo o mundo o Dia Internacional da Mulher. Nesse dia, as mulheres são homenageadas por meio de mensagens, presentes, flores, cartões, entre outros.
Origem da comemoração
Um dos fatos que contribuíram para a escolha do dia 8 de março como data oficial para a comemoração do Dia Internacional da Mulher foi uma ação política realizada por operárias russas em 1917, que acabou por dar início a uma revolução naquele país.
Outro fato foi uma greve feita pelas operárias de uma fábrica em Nova Iorque, nos Estados Unidos, no dia 8 de março de 1857. As grevistas, que lutavam pela diminuição da jornada de trabalho e pelo direito à licença-maternidade, foram reprimidas pela polícia e trancadas na fábrica. Em seguida, os policiais e os patrões atearam fogo no local, onde morreram 129 mulheres.

As mulheres lutam pelos seus direitos
Até cerca de 200 anos atrás, o comportamento da mulher era controlado de maneira rígida e ela vivia em função do homem. Porém, desde aquela época, começou a haver uma preocupação com a igualdade de direitos entre homens e mulheres. No final do século XVIII, os direitos da mulher já estavam sendo questionados e já havia, em diferentes lugares do mundo, protestos por oportunidades iguais no trabalho, na educação, na política etc.
Porém, foi somente no século XIX que as mulheres começaram a ganhar mais espaço e passaram a trabalhar fora de casa para ajudar a sustentar a família.
Atualmente, as mulheres já obtiveram várias conquistas e, em muitos países, estão legalmente equiparadas aos homens. Nesses países, várias mulheres ocupam cargos importantes no trabalho, participam ativamente da política e atuam em diversas áreas profissionais que antes eram exclusivas dos homens, como o serviço militar.
Embora as mulheres tenham conseguido muitas vitórias em sua luta por igualdade e melhoria das condições de vida e trabalho, muitas delas ainda enfrentam vários problemas, como a violência e o preconceito no trabalho, já que em várias empresas os salários das mulheres são mais baixos que os dos homens, mesmo que ambos realizem o mesmo tipo de tarefa.
Os direitos das mulheres no Brasil
No Brasil, como em muitos outros países, durante muito tempo as mulheres foram tratadas com desrespeito, como se não tivessem capacidade de tomar decisões importantes e de trabalhar fora de casa. Mas, no início do século XX, as brasileiras também passaram a lutar por seus direitos e ficaram conhecidas como feministas. Elas conseguiram importantes vitórias, principalmente em 1933, quando o então presidente Getúlio Vargas convocou eleições para escolher os deputados que fariam a Constituição, que ele próprio tinha anulado em 1932.
A grande novidade dessa eleição foi que as mulheres puderam votar e se candidatar a cargos políticos e, com isso, foi eleita a primeira deputada do Brasil, a médica Carlota Pereira de Queirós.
* Explique aos alunos que, especificamente nas eleições de 1933, as mulheres puderam votar e se candidatar a cargos políticos. Porém, esse direito não se estendia a futuras eleições. Com a promulgação da Constituição de 1934, esse direito passou a ser garantido a todas as mulheres maiores de 18 anos.
A deputada Carlota Pereira de Queirós lutou pelos direitos da criança abandonada, pelos direitos trabalhistas das mulheres, pela educação e pela assistência social.

Desde aquela época até os dias atuais, a mulher brasileira vem conquistando espaço na política e no mercado de trabalho. Atualmente, várias mulheres ocupam cargos importantes e seu trabalho é respeitado em todo o país.
Outra conquista das mulheres brasileiras que merece destaque foi a criação, em 1985, da Delegacia da Mulher, orgão público que atende mulheres que são vítimas de qualquer tipo de violência ou agressão. Existem Delegacias da Mulher em várias cidades brasileiras e todas são muito procuradas. No entanto, muitas mulheres acabam não denunciando seus agressores, pois elas têm receio de serem agredidas novamente, já que, na maioria das vezes, são seus maridos ou homens de sua própria família que as violentam.

É bom saber
No Brasil, numa época em que as mulheres não podiam exercer determinadas profissões consideradas "de homem", algumas delas destacaram-se por sua ousadia. Conheça algumas dessas mulheres.
Berta Lutz: foi uma cientista que participou de lutas feministas desde 1918. Escreveu, em 1933, o livro A nacionalidade da mulher casada, cujo conteúdo defendia os direitos jurídicos das mulheres e a ampliação dos benefícios concedidos à trabalhadora nos casos de parto, amamentação etc. Tornou-se deputada na Câmara Federal em 1936.
Mirtes Campos: primeira advogada que foi aceita no Instituto da Ordem dos Advogados, causando grande polêmica no início do século XX.
Maria José de Castro Rabelo Mendes: ganhou, em 1918, o 1º lugar no concurso para a carreira diplomática do Ministério do Exterior. Foi a primeira diplomata* brasileira.

Anésia Machado: iniciou seus estudos de pilotagem em São Paulo em 1921, recebendo o brevê** da Federação Aeronáutica Internacional, pelo Aero Club do Brasil, em 1922. Foi a primeira aviadora brasileira a transportar passageiros e a realizar vôos acrobáticos.
*Explique aos alunos que diplomata, neste caso, é uma pessoa reponsável por defender os direitos e interesses de um país junto ao governo de outro.
**Explique aos alunos que brevê é um diploma recebido pelas pessoas que concluem o curso de aviação.

Atividades
1 Em sua família, alguma mulher trabalha fora para ajudar no sustento da casa? Qual é a sua opinião sobre isso?
Pessoal.
2 Quais dos direitos conquistados pelas mulheres você acha que são mais importantes?
Pessoal.
3 Você já ouviu falar de algum caso de desrespeito às mulheres? Comente com os colegas.
Pessoal.
4 O que você acha que pode ser feito para que as mulheres tenham seus direitos respeitados?
Pessoal.
5 Muitos cantores e compositores escreveram belas canções para homenagear as mulheres. A canção a seguir, composta por Milton Nascimento e Fernando Brant, ficou conhecida como o "hino das mulheres latino-americanas". Leia-a e responda as questões.
Maria Maria*
(Milton Nascimento e Fernando Brant, 1976)
Maria Maria
É um dom
Uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer do planeta
Maria Maria
É o som
É a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri
Quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta
Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho, sempre
Quem traz na pele esta marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida
*Explique aos alunos que, neste caso, o termo Maria está sendo utilizado de forma genérica para referir-se à mulher.
a ) Qual trecho da música você acha que melhor representa o respeito pelas mulheres?
Resposta esperada: "Uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do
planeta".
b ) De que trecho da música você mais gostou? Por quê?
Pessoal.
c ) Escreva, no caderno, um pequeno texto sobre alguma mulher importante em sua vida e que você acha que merece ser homenageada.
Pessoal.

Nenhum comentário: