quarta-feira, 13 de março de 2019

Os continentes


Os continentes são as divisões do espaço terrestre elaboradas pelo homem para melhor compreendê-lo. Trata-se de grandes massas de terras que são separadas pelos oceanos. Assim, de acordo com a divisão atual, existem seis principais continentes: América, Europa, África, Ásia, Oceania e a Antártida.


A seguir, veremos as características de cada um dos continentes, organizados do maior para o menor (clique nos nomes de cada continente para saber mais detalhes):

1º Ásia – Além de ser o maior dos continentes, é também o que possui a maior população do planeta. Sua área total é de quase 45 milhões de km² e a população atual está estimada em 4,5 bilhões de pessoas. É na Ásia que encontramos o ponto mais alto do mundo, o Monte Everest, com 8.848m de altura.

Entre os 53 países que fazem parte da Ásia, podemos citar: China, Índia e a maior parte de Rússia. Nela também se encontra uma região que apresenta as relações políticas mais conflituosas do mundo: o Oriente Médio.

2º América – O segundo maior continente do mundo, com uma área total de 42 milhões de km², é geralmente dividida em três partes: América do Norte, América do Sul e América Central. Outra forma divisão separa o continente entre América Anglo-Saxônica e América Latina. A população total desse continente está estimada em aproximadamente 1 bilhão de habitantes.
Dentre os 35 países que compõem a América, podemos citar: Estados Unidos, México e Canadá, na América do Norte; Haiti, Cuba e Jamaica, na América Central; Brasil, Argentina e Paraguai, na América do Sul.

3º África – O continente africano é um dos que possuem a maior quantidade de etnias em todo o planeta. Antes da colonização realizada pelos europeus, existiam mais de duas mil civilizações diferentes! Sua extensão territorial é de mais de 30 milhões de km² e a população está estimada em 1,2 bilhões de habitantes.

É o continente que possui o maior número de países: 54, ao total. Dentre eles, podemos destacar o Egito, a Tunísia, a Nigéria e a África do Sul.

4º Antártida (Antártica): também chamada de “Polo Sul”, é o quarto maior continente do mundo, com aproximadamente 14 milhões de km². Sua área é dividida entre vários países do mundo, que realizam pesquisas e estudos científicos.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, esse continente não é formado apenas por gelo, mas também por uma grande quantidade de terra (ao contrário do Polo Norte, que é formado somente por calotas polares). Existe vida na Antártida, que abriga os famosos Pinguins, entre outras tantas espécies que conseguem resistir ao frio extremo!

5º Europa: apesar de ser um dos menores continentes do mundo, a Europa é o mais importante politicamente. Foi a partir dela que se constituiu e se expandiu o sistema capitalista e seus valores econômicos, sociais, políticos e culturais. As ciências também são, em sua maior parte, oriundas desse continente, pois foi nele que os gregos criaram a Filosofia.

Sua extensão territorial é de mais de 10 milhões de km² e a população é de aproximadamente 800 milhões de habitantes.

Entre os 49 países que compõem a Europa, podemos citar: Inglaterra, Alemanha, França, Portugal, Espanha e muitos outros.

6º Oceania: é chamada pelos europeus de “novíssimo mundo”, pois foi o último local da Terra a ser colonizado por eles. Possui 14 países distribuídos por mais de 8 milhões de km². A maioria deles é formada por arquipélagos (conjunto de ilhas). A população total desse continente é de aproximadamente 40 milhões de pessoas.

Dentre os países que fazem parte da Oceania, podemos destacar a Austrália, a Nova Zelândia e o Taiti.

Curiosidades sobre os continentes:

- Existe uma única cidade no mundo que se encontra em dois continentes, é a cidade de Istambul, localizada na Turquia. Ela se localiza nos continentes europeu e asiático

- Em um passado remoto, antes de existirem os homens, os continentes eram apenas um: o Pangeia, que, graças aos movimentos das Placas Tectônicas, dividiu-se e originou as atuais porções continentais.

- Alguns pesquisadores não consideram a Antártida como um continente, mas sim como uma área continental.

- O Polo Norte não é continente, pois nele não há nenhuma faixa de terra, apenas gelo.

- O nome “América” foi criado em homenagem a Américo Vespúcio, pois esse foi o primeiro navegador a descobrir que esse continente não fazia parte da Ásia, como imaginavam os Europeus.



Fonte: https://escolakids.uol.com.br (com adaptações para fins pedagógicos)

Mapa-múndi para pintar:

terça-feira, 5 de março de 2019

História do Calendário

Você já deve ter se perguntado sobre a origem do calendário que utilizamos. Qual seria realmente sua origem? Como ele era calculado? Abaixo segue uma pequena história do calendário gregoriano, que é utilizado hoje em dia na maior parte do mundo.


História do Calendário

 Alguns pesquisadores afirmam que o primeiro calendário surgiu na Mesopotâmia, pelo ano de 2700 a.C., e foi criado provavelmente pelos sumérios e depois aprimorado pelos caldeus. Esse calendário tinha 12 meses lunares, de 29 ou 30 dias. Cada mês começava na lua nova e o ano acabava tendo 345 dias, o que fazia com que ele ficasse ultrapassado em relação ao calendário solar. Para resolver este problema, os caldeus passaram a acrescentar um mês a cada três anos. O calendário solar já possuía 365 dias e era bem mais preciso.
Instrumento para marcar a passagem do tempo

Atualmente usamos o calendário gregoriano, este não sofre influência dos astros. Ele foi instituído no ano de 1582, pelo papa Gregório XIII, que reformou o calendário juliano. Alguns países não aceitaram esse calendário, e é por isso que atualmente temos mais de um calendário no mundo.

Fonte:https://www.estudokids.com.br


                                                                   Atividades

1- Há mais de 4 mil anos, os antigos egípcios já tinham criado um calendário com ano, meses, semanas e dias. Mas o calendário que usamos hoje, conta os anos somente a partir do nascimento de Jesus Cristo.

a) Para que serve um calendário? Explique.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Como ele é organizado?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c) Em que momentos você utiliza o calendário? Explique com detalhes.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2- O calendário é um instrumento utilizado para medir o tempo e que é utilizado com frequência em nosso dia a dia. Nós humanos, temos uma considerável necessidade de marcar o tempo, para assim, organizarmos atividades diárias, bem como demarcar datas comemorativas. Ainda, falando sobre o calendário, responda:

a) Quantos meses tem o calendário que usamos hoje?
(  ) 10         (  ) 11          (  ) 12         (   ) 13

b) Que mês pode ter 29 dias?
(    ) fevereiro     
(    )março     
(    ) janeiro   
(    ) abril

c) Um ano, geralmente, possui quantos dias?
(     ) 545    (    )195    (    ) 365  (    ) 120

d) Uma semana tem quantos dias?
(  ) 5       (  ) 6         (  ) 7         (    ) 8

e) Estamos no mês de março. Quantos dias tem o mês de março?
(  ) 28    (  ) 29    (  ) 30   (  ) 31




segunda-feira, 4 de março de 2019

História do carnaval

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.

  O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia.

No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.

No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.

A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.

O carnaval de rua manteve suas tradições originais na região Nordeste do Brasil. Em cidades como Recife e Olinda, as pessoas saem as ruas durante o carnaval no ritmo do frevo e do maracatu. 

Os desfiles de bonecos gigantes, em Recife, são uma das principais atrações desta cidade durante o carnaval.Na cidade de Salvador, existem os trios elétricos, embalados por músicas dançantes de cantores e grupos típicos da região. Na cidade destacam-se também os blocos negros como o Olodum e o Ileyaê, além dos blocos de rua e do Afoxé Filhos de Gandhi.


Máscaras de Carnaval